Empreendedores de periferia recebem apoio financeiro do IVG para impulsionar seus negócios

Apoio financeiro faz parte do projeto Microcrédito, do IVG em parceria com o Ministério do Público de SC e o Sebrae/SC.

Quatro empreendedores de pequenos negócios nas periferias da Grande Florianópolis receberam, na tarde desta sexta-feira (20), recursos financeiros do Microcrédito IVG, um projeto do Instituto Pe. Vilson Groh em parceria com o Ministério Público do Trabalho de Santa Catarina (MPT/SC) e o Sebrae/SC.

Nesta segunda rodada do Microcrédito, um total de R$ 37 mil foi investido nos empreendimentos de quatro beneficiários: o serralheiro Eddie A. Pulido, que é um migrante da Venezuela, a cabeleireira Elaine C. de Souza, a confeitaria Simara M. da Fonseca e a vendedora de lingerie Júlia B. Cardoso. Todos eles moram nas comunidades no Maciço do Morro da Cruz, região central da capital.

O principal objetivo desse investimento é impulsionar o crescimento desses negócios. Esta é a segunda vez que o Instituto realiza esse tipo de repasse. Sua missão é estimular o desenvolvimento econômico nas áreas empobrecidas da região metropolitana e fomentar a economia circular. Isto é, os quatro empreendedores comprometeram-se a devolver o valor emprestado, permitindo que outros também sejam beneficiados pelo projeto no futuro.

Antes de receberem a linha de crédito, cada empreendedor participou de um ciclo de workshops conduzidos por consultores do Sebrae/SC e elaborou um plano de negócios que identificava o valor necessário a ser investido e a destinação do recurso.

Na reunião de entrega simbólica dos cheques aos empreendedores, estiveram presentes o procurador do MPT/SC, Luciano Arlindo Carlesso, o consultor do Sebrae/SC, Cayo Zahlouth, o presidente do IVG, Vilson Groh, e a equipe executiva.

O procurador Luciano Carlesso, que teve um papel fundamental na viabilização do apoio financeiro ao projeto, destacou a satisfação em ver todo o processo de capacitação, que não apenas concede acesso à linha de crédito, mas também incentiva as ideias dos empreendedores.

“É muito importante ver que vocês (os empreendedores) servem de modelo para as pessoas com quem convivem na comunidade. Exemplos de dedicação, superação e de oportunidade”, complementou.

Quais foram os critérios para receber o apoio financeiro?

Ao todo, 13 empreendedores participaram desta fase, com 80 horas de formação nas áreas de finanças, gestão estratégica e marketing. “Após o IVG avaliar cada plano de negócio, foram escolhidos os quatro empreendedores com planos mais concisos e maduros para receber o investimento”, esclarece o diretor financeiro do IVG, Mário Augusto Capella. 

Os critérios foram:

– Participação nas formações e mentorias individuais com o Sebrae/SC;

– Consistência e qualidade do plano de negócios;

– Importância do faturamento do negócio na renda familiar;

– Histórico de “bom pagador”;

– Formalização do negócio com MEI ou outro;

– Garantia de seguimento às leis trabalhistas.

Microcrédito chega a R$ 10 mil e não tem cobrança de juros

Os empréstimos foram repassados a cada empreendedor de acordo com o valor necessário para atender o plano de negócios, até o limite de R$10 mil. Não serão cobrados juros e o período de carência será negociado com cada empreendedor, variando entre 1 e 6 meses. O prazo de pagamento será negociado individualmente, de acordo com o retorno planejado no plano de negócios, variando de 6 a 24 meses.

Recurso é proveniente da atuação do MPT/SC

Os recursos, provenientes da atuação do MPT/SC,  que promove a aplicação da legislação trabalhista e, posteriormente, busca direcionar esses recursos oriundos de multas e processos judiciais à comunidade lesada.

Mais informações:
Lucieni Braun (Gerência Executiva): lbraun@redeivg.org.br / (48) 3039-1828
Lucano Brito (Comunicação e Marketing): lucano@redeivg.org.br / (48) 99109-3918
Adriana Laffin (Assessoria de Imprensa): adriana@apoiocomunicacao.com.br / (48) 99998-7675

Fique por dentro das novidades da Rede IVG!

Últimas notícias

2024_05_28_Maio Laranja - Childfund Brasil - Conbate à exploração sexual infantil 3
Jogos foram criados durante o Maio Laranja, mês em que se discute a importância de prevenir e combater a exploração sexual infantil
Padre Vilson Groh em lançamento do Relatório Social
Relatório Social traz dados e relatos de crianças, adolescentes e jovens atendidos pelos programas em 2023.
Na foto, há quatro jovens, duas moças no centro e dois rapazes nos cantos. Eles estão sorrindo, vestidos de camiseta azul clara.
Curso é gratuito e faz parte do Laboratório de Inovação Social do IVG, apoiado pela Fundação Salvador Arena.
plugins premium WordPress